guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Alerta sobre animais clonados

Entre dezembro de 2001 e janeiro deste ano, duas notícias levaram os pesquisadores que trabalham com técnicas de clonagem de animais a refrear o próprio entusiasmo. Ian Wilmut, do Instituto Roslin, na Escócia, anunciou que a ovelha Dolly, o primeiro mamífero clonado do mundo, estava com artrite. “O fato de Dolly ter artrite numa idade relativamente jovem sugere que possa haver problemas”, afirmou o pesquisador.

O problema é que não há meio de saber se é apenas uma coincidência ou se houve algo errado com a clonagem. Algumas semanas antes do anúncio de Wilmut, a empresa de biotecnologia norte-americana Advanced Cell Technology divulgou informações sobre pesquisas com clones de embriões de macacos rhesus. Segundo a pesquisadora Tanja Dominko, os embriões clonados pareciam “uma galeria de horrores”. Tanja diz que há alguma coisa nos óvulos dos primatas que torna a clonagem mais difícil de ser conseguida do que nos outros mamíferos.

Embora a maioria dos embriões pareça normal, quase todos têm o DNA alterado e morrem em pouco tempo – até agora, ninguém conseguiu clonar um macaco a partir do DNA de um animal adulto. Ian Wilmut fez um apelo a todos que trabalham com clonagem para que passem a trocar informações sobre a saúde de seus animais clonados.

Republicar