guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

energia solar

Avanços na eficiência

Eduardo Cesar

Célula solar: busca por melhor rendimentoEduardo Cesar

A japonesa Mitsubishi Electric anunciou ter obtido alguns avanços relativos a equipamentos para geração de energia solar. Duas das células fotovoltaicas de silício policristalino (as mais usadas atual­mente) que fabrica bateram recordes mundiais de eficiência de conversão fotoelétrica – a capacidade de transformar a luz do Sol em eletricidade –, com índices de 18,1% e 19,3%, respectivamente. As marcas foram confirmadas pelo National Institute of Advanced Industrial Science and Technology (Aist), do Japão, e os avanços serão incorporados às células comerciais fabricadas pela empresa. Os engenheiros da Mitsubishi também conseguiram elevado índice de eficiência energética, da ordem de 14, 8%, em um tipo de célula solar de 5 milímetros quadrados de área, feita de filme ultrafino de silício. Essas células usam apenas 1% da quantidade de silício necessária para a fabricação de células fotovoltaicas convencionais de silício cristalino. Essas inovações envolvem 118 pedidos de patentes japonesas e 16 internacionais. O último avanço da empresa, ainda em estágio experimental, foi uma nova tecnologia para inversores solares, um dispositivo fundamental nesses sistemas, que permite a geração de energia com alta eficiência mesmo quando os painéis estiverem sombreados ou escondidos por poeira.

Republicar