Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Coffea arabica

Café arábica na Amazônia

No Acre e em Rondônia, variedade arábica é plantada com sucesso

embrapaNo Acre e em Rondônia, variedade arábica é plantada com sucessoembrapa

Uma variedade de café arábica (Coffea arabica) adaptada ao calor e a baixas altitudes apresentou bons resultados na primeira colheita em plantios realizados na Amazônia. Desenvolvida por pesquisadores da Embrapa Rondônia, do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), em São Paulo, e da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), a nova variedade produziu acima de 30 sacas por hectare (ha) em Rondônia e no Acre. A média nacional é de 22 sacas/ha. Natural da Etiópia, na África, o arábica é considerado o mais saboroso e é cultivado em regiões de altitudes mais elevadas. No Brasil, os principais estados produtores são Minas Gerais e São Paulo. Na região Norte, muitas famílias vivem da cafeicultura plantando o café robusta (Coffea canephora), mas a demanda pelo arábica é crescente. Desde 2005, os pesquisadores trabalham no melhoramento genético tradicional do C. arabica, avaliando e selecionando genótipos favoráveis ao cultivo a baixas altitudes e temperaturas mais elevadas, como na Amazônia. “Minimizamos os efeitos da alta temperatura e alcançamos uma melhor produtividade”, diz o agrônomo Alexsandro Teixeira, da Embrapa Rondônia, coordenador do projeto.

Republicar