guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Clonagem na berlinda

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara Federal rejeitou no dia 20 de maio um projeto de lei, de autoria do deputado Carlos Willian (PTC-MG), que propunha a proibição da clonagem de animais. O relator da proposta, o deputado Nelson Proença (PPS-RS), propôs a rejeição, com o argumento de que a clonagem de animais, realizada com fins científicos, traz benefícios para a humanidade. Proença citou como exemplos a produção de linhagens mais produtivas de gado, a partir de clones de um modelo selecionado, e o uso de animais geneticamente modificados para testar novas terapias contra doenças ou para sintetizar compostos usados em medicamentos. “A clonagem é uma tecnologia sensível e estratégica. Nós não podemos simplesmente abrir mão de dominá-la”, disse Proença. O projeto mudaria a Lei de Biossegurança (11.105/05), que só faz restrições à clonagem humana. A proposta já havia sido rejeitada na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Republicar