guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Combustível de algas

Combustível de algas

Pesquisadores do Bio Architecture Lab (BAL), de Berkeley, nos Estados Unidos, alteraram geneticamente a bactéria Escherichia coli para extrair açúcar de algas marinhas marrons (Science, 19 de janeiro). O grande obstáculo para a obtenção de biocombustíveis dessas algas é que as bactérias não metabolizam de imediato o alginato, componente das algas rico em açúcares. A estratégia dos pesquisadores foi clonar uma enzima que degradasse e metabolizasse essa substância. A E. coli – bactéria encontrada no sistema digestivo de pessoas e alguns mamíferos – transgênica conseguiu não só processar o alginato, mas também fermentá-lo para produzir etanol. O açúcar concentrado das algas proporciona uma quantidade significativa de biomassa, o que favorece o seu uso comercialmente. Outro ponto favorável: as algas são cultivadas no mar 
e não disputam espaço com áreas de plantio de alimentos.

Republish