guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Como ouvir um joelho machucado

Pesquisadores da Universidade Ryerson, de Toronto, Canadá, desenvolveram um equipamento que poderá ajudar os médicos a diagnosticar lesões no joelho – e os técnicos de futebol a decidir se deixam um jogador contundido voltar para o campo. Trata-se de um aparelho de diagnóstico que conta com sensores de vibração iguais aos existentes nas estações sismográficas para registrar terremotos, informa a revista New Scientist (12 de janeiro).

Sinais sísmicos estão normalmente abaixo de 20 hertz, inaudíveis ao ouvido humano. O mesmo ocorre com os ruídos feitos por joelhos com danos na cartilagem. Quando uma articulação entra em ação, a cartilagem fica comprimida e vibra. Estetoscópios ou microfone amplificam o som que ela faz. Mas é difícil distinguir os sons de cartilagens saudáveis e danificadas. O aparelho desenvolvido facilita essa leitura.

Basta que o paciente se sente sobre uma mesa e balance a perna. Sensores amarrados ao joelho transmitem as informações de baixa freqüência para um computador, que codifica a informação para uma freqüência mais alta. Foi encontrada grande diferença entre os sons da cartilagem degradada e da normal. Acredita-se que os médicos poderão identificar um joelho anormal com 80% de precisão.

Republicar