Prêmio CBMM
Imprimir PDF Republicar

Fertilização

Debate sobre embriões

Com o advento das técnicas de fertilização in vitro no final da década de 1970, abriu-se um debate mundial sobre o estatuto do embrião produzido em laboratório, assim como sua manipulação experimental na pesquisa científica. O objetivo do artigo Nas fronteiras do “humano”: os debates britânico e brasileiro sobre a pesquisa com embriões, de Letícia da Nóbrega Cesarino, da University of California, é analisar comparativamente dois desses debates no âmbito dos parlamentos britânico e brasileiro. O primeiro resultou na Human Fertilisation and Embriology Act de 1990, e o segundo, nas disposições da Lei de Biossegurança de 2005 relativas às células-tronco embrionárias. A análise, partindo da literatura antropológica sobre o tema, pretendeu demonstrar não só a abertura das fronteiras do “humano” a uma negociação explicitamente política, como também os principais vetores que vêm conformando tais negociações no caso da pesquisa científica com embriões humanos.

Mana – v. 13 – nº 2 – Rio de Janeiro – out. 2007

Republicar