guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Desenvolvimento e desastre ecológico

Os resultados do estudo sobre o impacto causado pela construção da Usina Hidrelétrica de Porto Primavera sobre os cervos-do-pantanal (Blastocerus dichotomus) provaram que o enchimento do lago é uma catástrofe para as populações desse animal. “Como o cervo-do-pantanal é uma espécie típica da várzea e esse ecossistema ocorre às margens dos rios, o sistema energético brasileiro, baseado em hidrelétricas, está sendo responsável pela extinção de várias subpopulações da espécie”, afirma José Maurício Barbanti Duarte, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Jaboticabal, coordenador do projeto de avaliação do impacto sobre o animal.

As mortes por afogamento e causas diretas do enchimento ficaram em 20%, mas o maior problema foi a mortalidade pelo efeito crônico da inundação. “No final do processo, em 2001, estimamos que 95% da população de cerca de mil animais tenha desaparecido na área de influência direta da usina.” A equipe de Barbanti descreveu enfermidades, padrão genético e continua estudando a reintrodução e translocação dos animais para agir corretamente se situações como essa voltarem a ocorrer.

Republicar