guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Neuropsiquiatria

Diagnóstico para dom Pedro II

Evidenciar a síndrome de apneia do sono tipo obstrutivo (Saso) como provável causa da sonolência diurna excessiva de dom Pedro II foi o objetivo do estudo “Sonolência diurna excessiva de dom Pedro II do Brasil devida provavelmente à síndrome de apneia do sono”, de Rubens Reimão, da Universidade de São Paulo, e Marleide da Mota Gomes e Péricles Maranhão-Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O trabalho foi realizado com documentos históricos e bibliografia. A sonolência diurna excessiva de dom Pedro II (1825-1891) era bem conhecida e criticada enfaticamente pela imprensa oposicionista e reconhecida também pelos seus pares. Era comum o imperador adormecer em lugares públicos, como no teatro e ao assistir aulas. Quando jovem, ele tinha compleição normal, mas ganhou peso na meia-idade. A possibilidade do diagnóstico dos autores é particularmente relevante nesse caso porque aponta para uma razão orgânica para a sonolência excessiva. Seus cochilos podem se dever à Saso e não a um simples “desinteresse”, como se pensava  e comentava na época.

Arquivos de Neuro-Psiquiatria – v. 66 – nº 3b – São Paulo – 2008

Link para a matéria completa

Republicar