Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Geologia

Do pó para a construção

Fernão Pessoa Ramos - Editora Senac 448 páginas R$ 60,00

EDUARDO CESAR Corte de granito gera impacto ambientalEDUARDO CESAR

Os resíduos gerados na extração e corte de rochas ornamentais, como granitos e mármores, podem substituir parte do cimento utilizado na produção de blocos construtivos e de pisos para pavimentação. A estimativa é que o Brasil produza cerca de 800 mil toneladas de pó de pedras por ano. Espírito Santo, Bahia, Ceará e Paraíba são os estados que mais vendem rochas ornamentais e, portanto, mais sentem o impacto ambiental com o descarte. Um projeto desenvolvido pela Universidade Estadual de Feira de Santana, na Bahia, em parceria com a Universidade Federal do Espírito Santo e apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), permitiu estudar o resíduo de quatro empresas de beneficiamento de rochas, duas baianas e duas capixabas. Foram avaliados diferentes teores de substituição de cimento por resíduo e realizados testes de resistência à compressão e à absorção de água, além de análises de custos de produção. Os resultados apontaram que os resíduos do Espírito Santo podem substituir até 10% de cimento nos blocos de vedação e 5% nos estruturais, enquanto os da Bahia podem chegar a 15% na produção de pisos e 10% nos blocos de vedação.

Republicar