Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

COVID-19

Dois imunizantes seguros para crianças

Criança recebe vacina contra Covid-19 no início de novembro em Tianjin, China

VCG / Getty Images

A vacina CoronaVac, produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, mostrou-se segura para crianças e adolescentes, sem gerar efeitos colaterais relevantes. É o que indicam os resultados preliminares de um estudo clínico duplo-cego fase 3, com 2.140 participantes com idades entre 3 anos e 17 anos, em andamento na África do Sul, Chile, Malásia e Filipinas. Os dados foram apresentados em novembro pela Sinovac, empresa chinesa fabricante da vacina, mas ainda não foram publicados em uma revista científica. Nos testes de fase 1, com 72 participantes, e de fase 2, com 240, ambos realizados na China, a CoronaVac foi bem tolerada e induziu a produção de anticorpos, apresentando uma resposta melhor com duas doses de 3 microgramas (μg) (Lancet Infectious Diseases, 28 de junho). A vacina fabricada pela Pfizer-BioNTech, por sua vez, também se mostrou segura em um teste de fase 1 realizado em quatro cidades dos Estados Unidos com 50 crianças na faixa etária dos 5 aos 11 anos. O teste de fase 2, feito com 2.316 crianças da mesma faixa etária em quatro países, indicou níveis altos de produção de anticorpos após duas doses de 10 μg (The New England Journal of Medicine, 9 de novembro).

Republicar