guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Em defesa do uso de cobaias

A Royal Society, a academia nacional de ciências britânica, publicou em fevereiro uma severa defesa do uso de animais em pesquisa científica. O gesto fez parte do contra-ataque liderado pela associação das bioindústrias contra ativistas que querem a proibição das experiências com animais alegando maus- tratos e crueldade. Todos os 21 integrantes do conselho da Royal Society assinaram o documento – na verdade, a primeira declaração formal da sociedade sobre o assunto.

O documento ressalta que todos são beneficiados imensamente pelas pesquisas científicas envolvendo animais. Além disso, virtualmente todos os medicamentos desenvolvidos no século 20 dependeram de testes com cobaias para se ter certeza de que a droga funcionava. “O conselho fez esta declaração porque quer preservar e fortalecer o uso ético de animais em pesquisa por meio do debate”, afirmou Patrick Bateson, secretário de Biologia da Royal Society.

Republicar