guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Argentina

Empresas de base tecnológica

O governo da Argentina anunciou investimentos de US$ 17,5 milhões (o equivalente a 70 milhões de pesos argentinos) na criação de empresas de base tecnológica. A linha de financiamento, denominada Empre-Tecno, concederá dotações de até US$ 640 mil (2,5 milhões de pesos argentinos) para desenvolver projetos de quatro anos de duração. Cada subsídio irá financiar atividades como testes de potencial tecnológico, planos de negócios, participação em feiras, consultoria e despesas para proteger a propriedade intelectual de produtos. “A condição é que a futura empresa de base tecnológica consiga também investimentos privados que permitam dar conta da produção e comercialização”, disse à agência SciDev.Net Isabel Mac Donald, diretora do Fundo Argentino Setorial (Fonarsec), vinculado à Agência Nacional de Promoção Científica e Tecnológica. “O objetivo do governo ao incentivar o surgimento dessas empresas é gerar empregos de qualidade, substituir importações e melhorar a competitividade de setores produtivos”, afirmou Isabel. As áreas temáticas preferenciais são vacinas, softwares para o agronegócio, tecnologia de alimentos e engenharia de solos.

Republicar