guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Mundo

Falta emprego para químico nos EUA

A demanda por químicos e engenheiros químicos despencou e o índice de desemprego na área subiu para 3,3% nos Estados Unidos, em 2002. E o que é pior: as perspectivas para este ano atingiram o nível mais baixo de expectativa da década passada, segundo uma pesquisa recente, patrocinada pela American Chemical Society (Nature, 5 de dezembro). Com as barbas de molho, à espera de uma eventual recuperação da economia, nem a indústria farmacêutica, tradicional fonte de empregos para químicos recém-fomados, está contratando.

“Infelizmente”, diz Madeleine Jacob, editora da revista Chemical and Engeneering News, que publicou a pesquisa, “os prognósticos para 2003 são semelhantes aos de meados da década de 90”. Nesse período, os profissionais do setor enfrentaram a maior crise de empregos e retração salarial dos últimos tempos.

Republicar