guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Ambiente

Impactos da mineiração

As atividades de extração mineral são de grande importância para o desenvolvimento social, mas igualmente responsáveis por impactos ambientais negativos, alguns muitas vezes irreversíveis. Nesse sentido, o estudo “Perfil ambiental qualitativo da extração de areia em cursos d’água”, escrito por Leandro Camillo de Lelles, Elias Silva, James Jackson Griffith, Sebastião Venâncio Martins, da Universidade Federal de Viçosa, teve como objetivo central avaliar os impactos ambientais decorrentes da extração de areia em cursos d’água no Brasil. “Cerca de 2 mil empresas se dedicam à extração de areia no Brasil, na grande maioria pequenas empresas familiares, gerando cerca de 45 mil empregos diretos”, aponta o estudo. Porém, a mineração de areia possui baixo valor econômico devido ao transporte. A atividade torna-se problemática por se constituir na busca de matéria-prima de baixa relação preço/volume, sendo seu principal fator limitante a distância do mercado consumidor. Desse modo, as mineradoras procuram áreas próximas dos centros de consumo, o que potencializa situações de conflito entre a mineração e o uso urbano do espaço. Os pesquisadores identificaram e caracterizaram qualitativamente os impactos ambientais utilizando o método do "check-list". Os resultados possibilitaram identificar 49 impactos, sendo 36 negativos (73%) e 13 positivos (26%). A principal conclusão é a de que os resultados podem ser utilizados como referencial teórico para subsidiar o processo de licenciamento ambiental desse tipo de empreendimento.

Revista Árvore  Vol. 29, Nº 3,Viçosa – MAIO/JUN 2005

www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-67622005000300011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Republish