guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Halley VI

Mudança de endereço na Antártida

Os módulos da estação Halley VI: pernas hidráulicas que podem deslizarno gelo

British Antarctic SurveyOs módulos da estação Halley VI: pernas hidráulicas que podem deslizar no geloBritish Antarctic Survey

O British Antarctic Survey, centro de operações e pesquisas do Reino Unido na Antártida, iniciou os preparativos para transferir de lugar a estação científica Halley VI, ameaçada por uma rachadura de 7 quilômetros (km) na plataforma de gelo onde está instalada, nas proximidades do mar de Weddel. A estação foi projetada para ser transportável e essa será a primeira vez que a estrutura “caminhará” sobre o gelo. Seus oito módulos conectados são montados sobre pernas hidráulicas equipadas com esquis de 150 metros. “Vamos separar os módulos e todos eles serão rebocados para um novo local”, disse à revista New Scientist Adam Bradley, líder da estação. A expectativa é de que a mudança seja concluída entre 2016 e 2017. Em funcionamento desde 2012, a estação é dedicada a pesquisas nas áreas de meteorologia, química e ciências da atmosfera. Nela, são realizadas, por exemplo, medições da qualidade do ar e da quantidade de ozônio na atmosfera. Além de laboratórios e radares, a Halley conta com alojamentos, áreas de lazer e relaxamento, escritórios e refeitórios. Durante o inverno, costuma abrigar cerca de 16 pessoas. Entre dezembro e março, o número sobe para mais de 70 pessoas, entre pesquisadores, engenheiros, técnicos e médicos.

Republish