guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Número de médicos explodirá em seis anos

O Brasil ultrapassou a marca dos 100 cursos de Medicina e tem, hoje, 9.278 vagas. “Se não for criado mais nenhum curso daqui para a frente, o que é improvável, teremos por volta de 50 mil novos médicos e estudantes de Medicina em seis anos”, estima Antônio Celso Nunes Nassif, da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e ex-presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), já descontando os desistentes.

Por dois meses, Nassif checou todas as universidades e faculdades do país até chegar ao número de 101 cursos. As escolas particulares são responsáveis por 44 deles (43,6% do total), as federais por 37, as estaduais por 14 e as municipais por seis. E não é só: já existem 26 pedidos de abertura de novos cursos. “Estamos com um médico para cada grupo de 526 habitantes, enquanto a Organização Mundial de Saúde recomenda um por mil”, diz Nassif. A maioria está nas grandes cidades. Enquando isso, há entre 300 e 400 municípios no Brasil sem nenhum médico.

Republicar