guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Mudanças climáticas

O efeito estufa e as batatas

A concentração atmosférica dos gases do efeito estufa, principalmente o CO2, tem aumentado nas últimas décadas em razão das atividades antrópicas. A concentração de CO2 aumentou de aproximadamente 280 partes por milhão por volume (ppmv) no período pré-industrial para a atual concentração de 380 ppmv. Há registros de que, durante o século XX, houve um aumento da temperatura média da superfície global de 0,6 °C, e projeções indicam um provável aumento de 1,1 a 6,4 °C na temperatura média global até o final do século XXI, dependendo da região do planeta. O aumento da concentração de CO2 e da temperatura poderá alterar o desempenho das culturas, incluindo a batata. O objetivo da revisão “Aquecimento global: efeitos no crescimento, no desenvolvimento e na produtividade de batata”, de Joelma Dutra Fagundes, Gizelli Moiano de Paula, Isabel Lago, Nereu Augusto Streck e Dilson Antônio Bisognin, da Universidade Federal de Santa Maria, foi reunir informações da literatura sobre os possíveis efeitos do aumento na concentração de CO2 e da temperatura do ar no crescimento, no desenvolvimento e na produtividade da cultura de batata. O aumento do CO2, seguido de aumento na temperatura do ar, de maneira geral, resultará em menor crescimento, redução na duração do ciclo de desenvolvimento, menor produtividade e aumento da incidência de doenças da batata.

Ciência Rural – vol. 40 – nº 6 – Santa Maria – jun. 2010

Link para o artigo

Republicar