guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

biomecânica

O salto preciso do louva-a-deus

Exemplar do gênero Stagmomantis: estratégia corporal para locomoção

kaldari/wikipediaExemplar do gênero Stagmomantis: estratégia corporal para locomoçãokaldari/wikipedia

Exemplares jovens de louva-a-deus, que não têm asas, usam uma técnica toda especial para dar saltos precisos. Antes de se lançarem ao ar, balançam a cabeça de um lado para o outro, inclinam o corpo para trás e curvam o abdômen para cima, chegando a apontá-lo para a frente. Enquanto estão no ar, as patas traseiras, esticadas, são torcidas para cima enquanto o abdômen desce. Um grupo de pesquisadores da Inglaterra, liderado por Malcolm Burrows, da Universidade de Cambridge, analisou os saltos de seis exemplares jovens da espécie Stagmomantis theophila – cada um deles pulou três vezes nos testes – e mostrou que as manobras são essenciais para garantir a precisão do pouso num poleiro vertical (Current Biology, 16 de março). Os pesquisadores analisaram vídeo gravado em alta velocidade, reproduziram o movimento com um modelo produzido em computador e mostraram que a torção do abdômen, das patas traseiras e das dianteiras, cada parte de maneira precisa, controla o salto e permite aterrissar com elegância. Quando o abdômen é experimentalmente endurecido com cola, de maneira que o inseto não consegue se arquear, os saltos perdem a precisão: os louva-a-deus erram a mira, têm dificuldades de agarrar o alvo ou até batem a cabeça nele antes de pousar.

Republicar