guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Onde os mares se encontram

Todos os anos, mais de 800 mil pessoas viajam para Cape Point, a uma hora de Cape Town, na África do Sul. O que as atrai é algo bem subjetivo: o encontro de dois gigantes, os oceanos Atlântico e Índico. “Elas estão sendo enganadas”, acusam os indignados moradores de Cape Agulhas, que fica 100 quilômetros a leste, à revista The Economist (26 de janeiro). Para eles, o verdadeiro ponto de encontro das águas frias do Atlântico e mornas do Índico é ali mesmo, no local onde eles levantaram um modesto marco de pedras. Não é fácil julgar onde um oceano termina e começa outro. Uma forma é estudar qual a temperatura da água e o que vive lá.

A costa do Atlântico é fria e preferida por pingüins, focas e tubarões machos. Mergulhadores e fêmeas grávidas de tubarão preferem as águas mornas do Índico. Assim, onde a temperatura muda, exatamente a leste de Cape Point, em False Bay, poderia ser onde os oceanos se encontram. Mas os partidários de Cape Agulhas não aceitam o argumento. Eles retrucam que False Bay é rasa e abrigada e sempre será mais quente que o mar aberto. A prova a seu favor, afirmam, seriam as correntes dos oceanos, que se encontrariam mais freqüentemente em Cape Agulhas. “Os oceanos trocam de água o tempo todo e não há linha divisória entre eles”, pondera Howard Waldron, oceanógrafo da Universidade de Cape Town.

Republicar