Prêmio CBMM
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Orçamento da Estação Espacial encolhe

O governo do presidente norte-americano George Bush determinou cortes no gasto com a Estação Espacial Internacional (ISS) no final de fevereiro. A Nasa, agência espacial, já estourou em US$ 4 bilhões o orçamento da fase atual do programa. Com os cortes, a tripulação que permanecerá no espaço cairá de sete para três astronautas, o número de vôos em 2001 será de seis e não mais oito e alguns equipamentos deixarão de ser instalados este ano.

Como as mudanças, também as pesquisas científicas terão de ser limitadas durante certo período. Técnicos da Nasa dizem que a montagem total da ISS e sua colocação em operação custarão, no total, US$ 95 bilhões e poderão levar dez anos ou mais. Apesar dos cortes na ISS, o orçamento para 2001 da Nasa não foi diminuído. Pelo contrário, cresceu 2% em relação a 2000 e ficou em US$ 14,5 bilhões.

No começo de março, a agência anunciou também a desistência de continuar o projeto do avião X-33, um sucessor mais barato dos ônibus espaciais. O aparelho nunca fez nenhum vôo de teste, mas consumiu US$ 912 milhões da Nasa e US$ 357 milhões da Lockheed Martin.

Republicar