guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Parasita

Parasita no balneário

andrevruas / wikimedia commonsPorto de Galinhas, em Pernambuco: doença causada pelo Schistosoma mansoni (detalhe) vira crônicaandrevruas / wikimedia commons

Importante destino turístico de Pernambuco, a praia de Porto de Galinhas, a cerca de 70 quilômetros de Recife, tornou-se área endêmica da esquistossomose, doença parasitária popularmente conhecida como barriga-d’àgua que atinge 200 milhões de pessoas em regiões tropicais do mundo. A origem do problema remonta ao ano 2000, quando a localidade foi atingida por um surto de esquistossomose aguda e 662 pessoas tiveram diagnóstico positivo para Schistosoma mansoni, o verme que causa a doença. Um estudo realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal de Sergipe (UFS) revelou que, apesar de na última década ter havido um declínio do número de casos e do percentual de sua forma aguda, a doença tornou-se endêmica na região (Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, novembro 2011). Atualmente, a forma crônica da enfermidade representa 76,7% do total de casos diagnosticados e a aguda apenas 23,6% das ocorrências. O principal motivo apontado pelos pesquisadores para a disseminação da esquistossomose é a ocupação acelerada e desordenada da região, o que tem propiciado a proliferação do vetor do parasita da doença, os caramujos de água doce do gênero Biomphalaria.

Republicar