guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Plástico magnético é sensível à luz

O primeiro material plástico que é ao mesmo tempo magnético e sensível à luz – e que se espera permita aperfeiçoar as bases de dados dos computadores – é a novidade apresentada por um grupo de pesquisadores de materiais da Universidade de Ohio, Estados Unidos. Ao ser atingido por raios de luz azul, o material se torna uma vez e meia mais magnético, enquanto a incidência de luz verde reverte esse efeito em 60%. Esse magnetismo induzido pela luz só ocorre a partir da temperatura de 200 graus Celsius negativos. O plástico magnético consiste de uma película do polímero tetracianoetileno combinado com íons de manganês (átomos de manganês sem os elétrons).

Depois de receber uma carga de seis horas de luz laser azul, o material mantém um alto grau de magnetismo, mesmo no escuro. Arthur Epstein – que desenvolveu o material em colaboração com Joel S. Miller, da Universidade de Utah, e com fundos da Força Aérea e do Departamento de Energia – explica que os diferentes comprimentos de onda das luzes azul e verde devem fazer as moléculas do polímero mudar de forma e de propriedades magnéticas. Acredita-se que sistemas óptico-magnéticos trabalhem mais rápida e eficientemente que os da eletrônica tradicional, mas isso ainda exigirá anos de pesquisa, ressalta Epstein: “Gostaríamos de ver o magneto trabalhando a temperaturas mais altas, antes de falarmos sobre um desenvolvimento comercial”.

Republicar