Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Brasil

Quinhão restabelecido

A FAPESP decidiu reduzir para 15% a parcela da reserva técnica calculada sobre o valor das concessões em moeda estrangeira previstas nas várias modalidades de auxílios. A regra vale também para as importações em andamento. Em agosto de 2002, em função da crise cambial, a FAPESP passou a utilizar uma parte da reserva técnica para cobrir custos de importação. Esse contingenciamento, equivalente a 25% do valor concedido para bens ou serviços importados, tinha como objetivo garantir a cobertura das despesas em compras externas sem a necessidade de suplementações administrativas. “O restabelecimento dará aos pesquisadores apoiados pela FAPESP melhores condições para cuidar das despesas referentes à infra-estrutura de pesquisa”, afirma Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fundação.

Republicar