Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Rede para decifrar proteínas

As proteínas são, definitivamente, a bola da vez. O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNSL), ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, quer ampliar a competência do país em estruturas de proteínas e recebe até o dia 31 de março projeto de grupos interessados em integrar a Rede Nacional de Biologia Molecular Estrutural. Inicialmente, serão escolhidos até dez grupos de instituições acadêmicas ou de institutos de pesquisa.

Por quatro anos, eles receberão financiamento para aquisição de insumos necessários à pesquisa, ao treinamento e acesso à infra-estrutura do LNLS e do Centro Nacional de Ressonância Magnética Nuclear de Macromoléculas da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que atuará em cooperação com o laboratório. Elucidar a estrutura de uma proteína é importante para entender a função que ela tem no organismo. Os interessados podem acessar o site www.lnls.br, no qual há mais informações.

Republicar