guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Resina dentária sob análise

Um banco de ensaios inovador deve melhorar a qualidade das resinas compostas fabricadas no país e usadas por dentistas para fazer restaurações. O principal problema desse material é o seu desgaste, provocado tanto pela mastigação quanto pela escovação. Usando equipamentos simples, desenvolvidos na própria universidade ou comprados no mercado, os pesquisadores Eduardo Carlos Bianchi e César Antunes de Freitas, da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Bauru, testam, em poucos segundos, a durabilidade da resina por meio do atrito do material com um disco de cerâmica.

“Prever a durabilidade das resinas compostas é essencial para saber quando elas devem ser trocadas”, diz o professor Bianchi. Os resultados ajudarão os fabricantes a melhorar seus produtos e os dentistas a escolher a resina mais adequada para cada tipo de tratamento. Os pesquisadores receberam apoio financeiro da FAPESP para desenvolver o banco de ensaios. Agora que já está comprovada a viabilidade do invento, ele está sendo patenteado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) com financiamento da própria Unesp.

Republicar