guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Biologia Celular

Sars-CoV-2 pode atacar células de defesa

NIAID / NIH

O novo coronavírus é capaz de infectar e matar as células de defesa, verificaram pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) em Ribeirão Preto. Essa constatação pode explicar, em parte, dois achados comuns em pessoas infectadas: a linfopenia, diminuição de linfócitos, e a baixa concentração de vírus no sangue. Em testes com células de defesa de pessoas saudáveis, o grupo do virologista Eurico Arruda observou que o Sars-CoV-2 invade monócitos e linfócitos e se multiplica em seu interior. Nos linfócitos T CD4, que coordenam a resposta imunológica, e nos T CD8, que reconhecem e eliminam células infectadas por vírus, o coronavírus acionou a morte celular programada (apoptose). “Essa é uma possível explicação para a linfopenia”, disse Arruda à Agência FAPESP. No sangue de pessoas com Covid-19, o grupo encontrou o vírus no interior de linfócitos B (imagem), produtores de anticorpos (bioRxiv, 7 de agosto).

Republish