guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

nanossatélite

Serpens chega à ISS

Nanossatélite Serpens: chegada à estação espacial

aeb Nanossatélite Serpens: chegada à estação espacialaeb

O nanossatélite Serpens, desenvolvido pela Agência Espacial Brasileira (AEB) em parceria com universidades e institutos de pesquisa federais, chegou no dia 24 de agosto à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), plataforma que fica na órbita da Terra a uma altura de 370 quilômetros. O satélite, no qual foram gastos R$ 800 mil, havia sido acoplado à cápsula japonesa HTV5 e lançado ao espaço a partir de Tsukuba, no Japão, cinco dias antes, em 19 de agosto. O próximo passo agora, segundo a AEB, será colocá-lo em órbita, o que deverá acontecer entre setembro e outubro deste ano. O satélite de pequeno porte – mede 10 x 10 x 30 centímetros – faz parte do projeto Sistema Espacial para Realização de Pesquisas e Experimentos com Nanossatélites, financiado pela AEB.
Em órbita, o dispositivo testará conceitos básicos de missões espaciais, recebendo, armazenando e retransmitindo mensagens por meio de um sistema de comunicação na frequência de radioamador. Ele será, assim, capaz de trocar mensagens com outras estações espalhadas pelo mundo. Dessa forma, os dados armazenados no satélite podem ser recuperados em vários locais do planeta, não apenas pelas universidades envolvidas, mas também pela comunidade com acesso a estações de radioamador.

Republicar