guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estatística

Televisão inibe favorecimento de juiz caseiro

DANIEL BUENOA transmissão pela televisão de um jogo do Campeonato Brasileiro parece inibir um comportamento que, segundo um novo estudo, é sistematicamente usado pelos juízes, sobretudo em jogos entre equipes pequenas: dar generosos minutos de acréscimo no final de partidas parelhas, em que os anfitriões estão perdendo por apenas um gol, ou reduzir o tempo extra ao mínimo se os donos da casa estão ganhando por somente um gol. Coordenado por Bruno Rocha, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o trabalho indica que a tendência a favorecer a equipe detentora do campo de jogo desaparece quando há algum tipo de monitoração sobre a partida, no caso o seu televisionamento (Applied Economics Letters, 2013). Da mesma forma, disputas entre times grandes ou partidas conduzidas por árbitros renomados não exibem esse comportamento tendencioso. Os autores do artigo, no entanto, salientam que raramente a proteção de certos juízes produz efeitos práticos: esse expediente aumenta em menos de 1% a chance de o time da casa fazer um gol durante os acréscimos. O estudo analisou dados oficiais de partidas da primeira divisão do Campeonato Brasileiro entre 2004 e 2008 em que a equipe local ganhava ou perdia o jogo por um gol após os 40 minutos do segundo tempo.

Republicar