guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Empreendedorismo

Tempo de plantar

Finep seleciona gestores para fundos de capital semente

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) começou a selecionar gestores interessados em participar do Programa Inovar Semente. O novo programa, lançado no dia 14 de dezembro passado, prevê investimentos de R$ 300 milhões em empresas nascentes de base tecnológica, ao longo de cinco anos. A expectativa é apoiar, nesse período, cerca de 340 empreendimentos inovadores.

O Inovar Semente quer estimular a criação de 24 fundos de capital semente – também conhecido como seed money – organizados por cidades, de acordo com a sua vocação tecnológica. Cada um desses fundos deverá contar com um capital inicial de R$ 12 milhões para apoiar entre 12 e 15 empresas. Na composição do Inovar Semente a Finep participa com 40% dos recursos, outros 40% serão aportados por banco ou agência de desenvolvimento local e os restantes 20% virão do investidor privado.

“Queremos trazer investidores pessoa física para o negócio”, explica Eduardo Costa, superintendente da área de pequenas empresas inovadoras da Finep. Esses investidores, também conhecidos como “anjos”, além de aplicar recursos próprios no novo empreendimento, oferecerão sua experiência e competência ao desenvolvimento do negócio, ajudando na formação de equipes e na constituição de uma rede de relacionamento.

O primeiro passo para a constituição desses fundos é a contratação de um gestor, que, de acordo com o edital disponível no site da Finep, deverá possuir experiência em todo o ciclo da indústria – prospecção, investimento, acompanhamento e desinvestimento -, conhecimento na gestão de fundos de venture capital e contar com o apoio de um agente financeiro. “Esse agente pode ser o Sebrae local, a Federação das Indústrias, entre outros”, exemplifica Luiz Antonio Coelho, gerente de Projetos e Programas da Finep. As propostas devem ser apresentadas até o dia 30 de julho (mais informações no site www.finep.br).

As propostas selecionadas serão avaliadas pela Finep segundo critérios como o impacto da constituição do fundo sobre o desenvolvimento local, a capacitação e experiências anteriores da equipe, a estrutura de custos, a qualidade do pipeline, entre outros. Antes da aprovação final das propostas estão previstas a realização de visitas técnicas (due dilligence) para avaliar as condições de funcionamento do fundo e a verificação das informações apresentadas. Os primeiros resultados serão mostrados em blocos de cinco propostas aprovadas.

Republicar