Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Big bang

Tremores do Big Bang

Tecno Biga Bang adaniel buenoA descoberta ainda deve ser reexaminada, mas em março físicos dos Estados Unidos anunciaram a primeira vez em que se detectaram sinais indiretos das ondas gravitacionais, descritas pela teoria da gravitação de Einstein (Nature, 17 março). Se confirmado, o feito poderá reforçar a chamada teoria da inflação cósmica, formulada nos anos 1980, segundo a qual teria havido uma repentina expansão do Universo nas primeiras frações de segundo após o Big Bang, a explosão da qual teria se originado, há 13,8 bilhões de anos. A rápida expansão teria produzido as ondas gravitacionais, definidas como tremores no espaço-tempo causados por forças gravitacionais intensas que foram definidas como “apenas uma tremulação da matéria”, como definiu Alan Guth, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), autor da teoria da inflação cósmica em 1980. Os pesquisadores do chamado projeto Bicep2 (Background Imaging of Cosmic Extragalactic Polarisation telescope), mantido pela Universidade Harvard, observaram as ondas gravitacionais por meio de detectores de micro-ondas instalados na Antártida, examinando a radiação cósmica de fundo, gerada pela expansão inicial do Universo: a diferença na distribuição de temperatura e matéria, resultante da radiação, seria um sinal das ondas gravitacionais. As ondas esticam e comprimem o espaço enquanto viajam, fazendo a matéria se aglomerar em intervalos determinados, formando as galáxias. Outros experimentos tentam registrar sinais das ondas gravitacionais.

Republicar