guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Inovação

Um tecido à prova de Sars-CoV-2

Nanox

Pesquisadores da empresa paulista Nanox desenvolveram um tecido contendo nanopartículas de prata que promete ser capaz de inativar o novo coronavírus, o Sars-CoV-2. Composto por uma mistura de poliéster e algodão, o tecido contém dois tipos de micropartículas de prata, aderidos a sua superfície por meio de um processo de imersão, secagem e fixação. Criado em colaboração com equipes da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Universidade Jaime I, na Espanha, com apoio da FAPESP, o tecido tornou inviáveis 99% das cópias de vírus após dois minutos de contato nos testes em laboratório. A empresa pretende agora avaliar a duração do efeito antiviral. Segundo a Nanox, o tecido conserva a capacidade de eliminar fungos e bactérias mesmo após 30 lavagens. “Entramos com o pedido de depósito de patente da tecnologia e temos parcerias com duas tecelagens no Brasil que irão utilizá-la para a fabricação de máscaras de proteção e roupas hospitalares”, disse Luiz Gustavo Pagotto Simões, diretor da empresa, à Agência FAPESP.

Republish