Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Vulcanismo

Vulcanismo no Nordeste

A atividade vulcânica na Região Nordeste do Brasil se estendeu por dezenas de milhões de anos a mais do que se imaginava, sugere estudo feito por pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), do Serviço Geológico Nacional e da Universidade de Queensland, na Austrália. A datação de rochas vulcânicas extraídas nos municípios de João Câmara e Afonso Bezerra, no norte do Rio Grande do Norte, indica que elas se formaram entre 8,9 milhões e 7,1 milhões de anos atrás (Earth and Planetary Science Letters, fevereiro). “Nossos dados geocronológicos mostram que a atividade vulcânica no continente não terminou antes de começar a ocorrer vulcanismo na ilha de Fernando de Noronha, em Pernambuco”, comenta o geólogo Zorano de Souza, da UFRN. Se confirmados, esses serão os registros mais recentes de extravasamento de magma no país. Quatro outros surtos de derramamento de magma já haviam sido identificados no Nordeste brasileiro entre 210 milhões e 50 milhões de anos atrás.

Republicar