guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Brasil

A árvore que purifica a água

Sementes de uma árvore, a moringa, moídas e despejadas em um pote com água suja, deixam o líquido transparente em segundos. Mas a água após contato com as sementes da Moringa oleifera contém uma proteína classificada como lectina, concluiu um estudo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Essa proteína, ao mesmo tempo que é ao menos uma das responsáveis pela purificação da água, pode atrapalhar a nutrição, por diminuir a absorção de outras proteínas no trato digestivo. Há uma solução: ferver a água. “A lectina fica inativa quando se ferve a água”, diz Andréa Santos, que trabalhou com Patrícia Paiva neste estudo publicado na Water Research. Dessa árvore de origem asiática, que pode atingir 10 metros de altura, também se aproveitam as folhas, comparadas ao espinafre em aparência e poder nutritivo.

Republicar