Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Xylella fastidiosa

A praga que destrói as oliveiras

Oliveiras atingidas pela Xylella, em Puglia

EPPOOliveiras atingidas pela Xylella, em PugliaEPPO

A Comissão Europeia anunciou uma chamada de € 7 milhões para financiar projetos de pesquisa para detecção e combate da Xylella fastidiosa, bactéria que está destruindo as oliveiras centenárias da região de Puglia, no sul da Itália. A praga agrícola, que atinge, ainda, regiões da França, é apontada como grande ameaça econômica para a União Europeia. O governo italiano também prometeu investir € 6 milhões em projetos de pesquisa. A Xylella é bastante conhecida no Brasil pelos prejuízos que causa nos laranjais e foi objeto do primeiro sequenciamento genético feito no país, em 2000, com financiamento da FAPESP. Pesquisadores brasileiros têm colaborado com os europeus nas pesquisas sobre a interação entre a bactéria, a planta e o inseto que atua como vetor, a cigarrinha-espumosa, nas oliveiras. “Vamos submeter um projeto em parceria com um grupo da Itália no âmbito do programa Horizonte 2020, da União Europeia”, diz Alessandra Alves de Souza, pesquisadora do Centro de Citricultura Sylvio Moreira do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) que participa da colaboração com os pesquisadores italianos juntamente com Helvécio Della Coletta Filho, do IAC, e Joao Spoti Lopes, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da USP.

Republicar