guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Farmacologia

Ação prolongada contra o HIV

Random 42 Ilustração mostra destruição de capsídeo (púrpura) do vírusRandom 42

Pesquisadores da farmacêutica norte-americana Gilead Sciences publicaram o resultado de ensaios clínicos de um novo antirretroviral com ação duradoura contra o HIV (Nature, 1º de julho). A molécula GS-6207 (lenacapavir) inibe a montagem e o desmonte do capsídeo, a estrutura que envolve o RNA viral. Um teste com 40 pessoas saudáveis que receberam uma dose por injeção subcutânea indicou que o composto é seguro, bem tolerado e permanece ativo no corpo por mais de seis meses. Outro ensaio, com 32 pacientes HIV positivos, mostrou redução na carga viral nove dias depois de uma dose de lenacapavir. Ao site de notícias Stat, o virologista Sumit Chanda, do Instituto de Pesquisa Médica Sanford Burnham Prebys, nos Estados Unidos, que não participou do estudo, disse
temer o surgimento de resistência ao medicamento. Segundo a Gilead, o lenacapavir deverá ser usado em combinação com outros antirretrovirais.

Republicar