guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Estratégias

Acordo de silêncio

Oficialmente, Vietnã e Estados Unidos acabam de firmar um acordo para participação de um programa internacional de pesquisa que investigará os efeitos causados pelo desfoliante Agente Laranja, usado pelos militares norte-americanos como arma de guerra. Na prática, porém, tanto as autoridades norte-americanas quanto as vietnamitas parecem ter firmado um acordo tácito de silêncio: ambas têm informações a esconder. No último mês de março, epidemiologistas, toxicologistas e cientistas ambientais de 13 países estiveram em Hanói para dar início às pesquisas que investigarão os casos de câncer, desordens imunológicas e defeitos congênitos associados à dioxina, poluente resultante do Agente Laranja.

O acordo estabelece a formação de um comitê consultivo para organizar as visitas de pesquisadores, reuniões e intercâmbios entre estudantes de graduação. Sobra boa vontade. Porém, o projeto não recebeu nenhum financiamento especial e, sem dinheiro, é difícil acreditar no sucesso da empreitada. Os pesquisadores envolvidos no projeto também reclamam da carência de dados. Além do governo norte-americano, o governo vietnamita também está reticente: teme que o monitoramento dos níveis de dioxina nos peixes e frutos do mar da costa do Vietnã possa causar prejuízos às exportações.

Republish