Prêmio CBMM
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Aldeias viram reserva genética

Algumas características especiais de moradores de dez aldeias do sul da Itália estão transformando a região numa reserva genética. Como os aldeões pouco se misturaram a populações de outras regiões e têm uma história genética que remonta diretamente aos gregos, os cientistas querem saber se a análise do DNA desses habitantes poderá ajudar nas pesquisas sobre mal de Alzheimer, câncer, hipertensão e asma, entre outras. A idéia é tentar descobrir a origem de doenças herdadas por meio da identificação de diferenças genéticas em uma população homogênea.

Os moradores das dez aldeias italianas concordaram em participar depois que os pesquisadores explicaram que o estudo poderá ajudar a desenvolver novos medicamentos. Os aldeões italianos não estão sozinhos. A empresa de biotecnologia australiana Autogen comprou do governo de Tonga, no Pacífico Sul, os direitos sobre a variedade genética dos 108 mil habitantes. Como eles vivem praticamente isolados, a corporação acha que os genes podem oferecer dados para as causas do câncer de mama, doenças do fígado e úlceras do estômago.

Republicar