Prêmio CBMM
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Além da fauna e da flora

RICARDO ZORZETTORio adentro: a Amazônia é palco de atividade econômica de grande porteRICARDO ZORZETTO

“São reais os riscos ambientais de muitas das práticas econômicas que se detectam na região, ao par de prejuízos inquestionáveis ou benefícios sociais discutíveis”, alerta o economista Francisco de Assis Costa. É também ele que ressalta que, se não for vista apenas como natureza, mas também como espaço social, a Amazônia exige uma requalificação dos aparatos institucionais que expressam o poder federal para minimizar as contradições da região. Costa é um dos autores do livro Dimensões humanas da biosfera-atmosfera na Amazônia (Edusp), que reúne resultados dos especialistas em ciências humanas do Programa Experimento de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera da Amazônia (LBA) sobre a expansão da fronteira agrícola, o desenvolvimento do agronegócio, a urbanização e outras forças sociais que transformam a paisagem natural em um espaço dinâmico, sujeito a conflitos. A geógrafa Bertha Becker, uma das coordenadoras do livro, analisa os caminhos da ocupação do território pela soja, em particular as estratégias do grupo Maggi, e chama a atenção para um ator social que ela considera negligenciado: as empresas, “que podem contribuir para uma produção sustentável com tecnologia avançada”. Matemático especializado em desmatamento, Diógenes Alves mostra como o uso da terra na Amazônia tem se intensificado, em busca de um maior aproveitamento das áreas desmatadas para agricultura ou pecuária. Em conjunto, os oito capítulos, cada um escrito por especialistas de áreas distintas e complementares, mostram como as ciências sociais são imprescindíveis para resolver os impasses da região.

Republicar