Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Missão espacial

Alta temporada em Marte

Imagem do planeta vermelho obtida pela sonda Al-Amal, dos Emirados Árabes

UAESA

A exploração de Marte ganhou novo fôlego mês passado, com a chegada de três espaçonaves, cada uma controlada por uma nação diferente. A primeira foi a sonda espacial Hope, ou Al-Amal, que significa esperança, em árabe. Ela foi construída e operada pelo Centro Espacial Mohammed bin Rashid, em Dubai, Emirados Árabes Unidos, em parceria com a Universidade do Colorado em Boulder, Estados Unidos. Entrou na órbita de Marte no dia 9 e seguirá ativa por algum tempo estudando a meteorologia do planeta. No dia 10, a sonda Tianwen-1 (questões celestiais-1, em mandarim), a primeira missão interplanetária bem-sucedida da China, realizou sua volta inicial ao redor do planeta vermelho. Até maio, a agência espacial chinesa deve tentar pousar a sonda e operar um veículo robótico para explorar o terreno na maior bacia sedimentar do planeta, Utopia Planitia. Em 18 de fevereiro, a Nasa fez seu quinto jipe-robô, o Perseverance (perseverança), descer na superfície de Marte. Ele investigará parte da cratera Jezero, o terreno mais antigo já explorado no planeta, que teria sido um lago há 3,9 bilhões de anos. O jipe é acompanhado do veículo aéreo Ingenuity (engenhosidade), que deve se tornar a primeira aeronave pilotada em outro planeta.

NASA / JPL-Caltech Jipe-robô Perseverance durante pouso em MarteNASA / JPL-Caltech

Republicar