guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Estratégias

Apoio aos exilados da guerra

A Fundação Bill & Melinda Gates está ajudando 150  pesquisadores iraquianos a retomar suas carreiras no exterior, principalmente na vizinha Jordânia. Uma dotação de US$ 5 milhões será destinada à vertente iraquiana de um fundo criado em 2002 por grandes investidores de Wall Street para ajudar acadêmicos de países conflagrados, administrado pela organização Instituto para a Educação Internacional (IIE, na sigla em inglês). A fundação do casal Gates é conhecida por destinar US$ 33 bilhões para a pesquisa de doenças como a malária e a Aids. Centenas de professores iraquianos deixaram o país, tangidos pela violência — um carro-bomba na Universidade de Bagdá matou 70 pessoas neste ano. “A ciência iraquiana vive um holocausto”, disse ao jornal Financial Times o presidente do IIE, Allan Goodman.

Republish