guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Aproximando o conhecimento do desenvolvimento

O deputado José Carlos Vaz de Lima (PSDB), presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Assembléia Legislativa de São Paulo, foi recebido pelo Conselho Superior e diretores da FAPESP, em almoço na sede da Fundação, no dia 11 de agosto. O encontro é indicativo tanto da preocupação da FAPESP em interagir com o Legislativo, quanto do interesse do próprio deputado Vaz de Lima e da comissão que ele preside em conhecer de perto iniciativas importantes na área de ciência e tecnologia em São Paulo.

O Legislativo tem um papel fundamental no estabelecimento da política científica e tecnológica do Estado e, vale lembrar, sua atuação foi decisiva para a criação e instituição da FAPESP e, já em 1989, para a elevação do repasse de recursos do Tesouro para a Fundação, previsto na Constituição paulista, de 0,5% para 1% das receitas tributárias do Estado.

No encontro, o deputado Vaz de Lima ouviu do presidente da FAPESP, Carlos Henrique de Brito Cruz, uma breve explanação sobre a preocupação crescente da Fundação com caminhos concretos para aproximar o conhecimento do desenvolvimento econômico e social, necessidade premente num país que registra uma séria deficiência de P&D nas empresas. Indicou que a preocupação de caráter econômico se traduz em programas que levam a pesquisa para dentro da empresa, como os de Inovação Tecnológica em Parceria (PITE) e Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas (PIPE).

E que a preocupação de caráter eminentemente social traduz-se em outros programas que levam o conhecimento ao poder público, como o de Apoio ao Ensino Público e o Programa de Pesquisas em Políticas Públicas. Brito Cruz falou ainda sobre o cuidado da FAPESP com a seleção e o acompanhamento dos projetos de pesquisas, destinado a garantir que os recursos do contribuinte sejam aplicados da maneira mais consistente possível. Finalizou observando que hoje o desenvolvimento depende fortemente da capacidade das nações em gerar conhecimento, e que o Estado de São Paulo, com instrumentos como suas três universidades públicas estaduais e a FAPESP, tem uma grande contribuição a dar ao Brasil nesse sentido.

O deputado Vaz de Lima observou, ao sair do encontro, que as pesquisas financiadas pela Fundação precisam ser divulgadas para um número crescente de cidadãos. Em sua visão, isso é muito importante para que esses cidadãos tenham a exata percepção do alto nível desses trabalhos e das formas como são aplicados os recursos públicos investidos em pesquisa. É importante também para que se tornem conscientes da perspectiva de independência e desenvolvimento que o progresso da ciência abre para a sociedade e dos novos recursos tecnológicos que a pesquisa põe à sua disposição.

Republicar