guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Articulação muçulmana

Um centro de pesquisas com sede em Islamabad, no Paquistão, vai ajudar os países muçulmanos a criar políticas científicas efetivas e sistemas nacionais de inovação. Inaugurado no dia 12 de julho graças a um investimento de US$ 8 milhões, o centro é coordenado pelo comitê de cooperação científica da Organização da Conferência Islâmica (OIC), que congrega 57 países da região. Atta-ur-Rahman, ministro paquistanês para a educação superior e coordenador geral do comitê, diz que a iniciativa busca preencher uma velha lacuna. Segundo ele, entre os  membros da OIC, apenas alguns poucos países, como Egito, Irã, Malásia e Turquia, têm academias de ciência capazes de dar aconselhamento aos governos. “É hora de o mundo muçulmano acordar para a importância da ciência e da tecnologia na promoção do desenvolvimento socioeconômico”, disse o ministro ao jornal indiano Urdu Times. O centro vai abrigar economistas especializados em política científica, que promoverão cursos de treinamento para estudantes, autoridades e formuladores de políticas públicas.

Republicar