Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Boas práticas

Artigo retratado da vencedora do Nobel

Ganhadora do Nobel de Química de 2018 por seu trabalho sobre a evolução de enzimas e pesquisadora do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), nos Estados Unidos, a norte-americana Frances Arnold anunciou em sua conta no Twitter a retratação de um artigo científico de sua autoria publicado no ano passado na revista Science. “Em meu primeiro tweet de 2020, estou completamente chateada de anunciar que retratamos o artigo do ano passado sobre a síntese enzimática de beta lactams”, escreveu. “É doloroso admitir, mas é necessário fazer isso. Peço desculpas a todos. Estava um pouco ocupada quando o artigo foi submetido e não fiz meu trabalho direito.”

O paper, que não tem ligação direta com a pesquisa reconhecida pelo Nobel, sugeria que enzimas encontradas na bactéria E. coli poderiam ser forçadas a evoluir de maneira a lhes dar um controle extremamente preciso sobre o local em que ocorrem suas reações químicas. As tentativas de reproduzir o experimento, contudo, mostraram que as enzimas não catalisam reações com as atividades e a seletividade descritas no paper. Arnold não é a primeira ganhadora do Nobel a ter um trabalho retratado. Antes dela, Linda Buck, Jack Szostak, Bruce Beutler e Michael Rosbash, vencedores do prêmio de Medicina, respectivamente em 2004, 2009, 2011 e 2017, também tiveram artigos cancelados.

Republicar