guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Mudanças climáticas

As águas vão rolar

STEVE SCHMIDT/UNIVERSITY OF COLORADO Geleira nos Andes peruanos: derretimento gera déficit hídricoSTEVE SCHMIDT/UNIVERSITY OF COLORADO

A Comunidade Andina de Na­ções vai patrocinar um programa para ajudar três de seus países membros, a Bolívia, o Equador e o Peru, a se adaptarem a um fenômeno ligado às mudanças climáticas globais. Trata-se do derretimento definitivo dos glaciares tropicais, geleiras formadas em altitudes elevadas, que ameaça a oferta de água para consumo doméstico, irrigação e geração de energia elétrica. No caso da cordilheira dos Andes, elas ocupam uma área de 2,7 mil quilômetros quadrados, da Bolívia até a Venezuela. O programa receberá US$ 10 milhões do Banco Mundial e outros US$ 22 milhões dos países andinos e prevê a implantação de uma rede de monitoramento para acompanhar a velocidade do recuo dos glaciares. A situação é pior no Peru, que sofre com déficit hídrico nos rios amazônicos pelo quarto ano consecutivo. “O Peru já perdeu 22% de sua massa de glaciares e isso está se acelerando”, disse à agência SciDev.Net o ministro do meio ambiente peruano Antonio Brack Egg. “Há previsões sugerindo que em 2050 só haverá glaciares acima dos 6 mil metros de altitude”, afirmou. A altitude média da cordilheira gira em torno de 4 mil metros e seu ponto culminante é o pico do Aconcágua, com 6.962 metros.

Republish