guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Bahia aposta na pesquisa induzida

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) investiu, no seu primeiro exercício, R$ 21,4 milhões. Mais de 60% desses recursos destinaram-se a projetos induzidos, como os de apoio ao desenvolvimento de políticas públicas e às demandas das cadeias produtivas prioritárias. O restante atendeu à demanda de balcão. Ao todo, foram 645 solicitações de apoio nas diversas modalidades de atendimento, tendo sido aprovados 247 projetos, num valor total de R$ 8,3 milhões. No conjunto dos investimentos, a área de Ciências da Saúde teve lugar de destaque, ficando com 30,3% dos recursos aprovados, seguida da Ciências Sociais Aplicadas, com 15,45%.

A fundação também apoiou programas como o de Infra-Estrutura Institucional de Pesquisa da Bahia e o de Instalações de Doutores no Estado da Bahia (Prodoc), fundamental para a fixação de 27 PhDs. de outros estados e de países como a França, Espanha, Chile e Argentina. Investiu também R$ 4,4 milhões na montagem de uma infra-estrutura de pesquisa nas universidades, institutos e centros tecnológicos em diversas áreas do conhecimento. Os recursos apoiaram ainda a recuperação e modernização dos laboratórios, biotérios, museus e arquivos, redes de informática, entre outros.

Republicar