Prêmio CBMM
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Bromélias são foco de Aedes aegypti

A crescente utilização de bromélias na decoração de ambientes em casas pode se tornar um problema de saúde pública. Um estudo realizado no ano passado mostrou que essa planta é um provável foco do mosquitom Aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre amarela O professor Oswaldo Paulo Forattini, da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), e Gisela Rita Marques, da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), da Secretaria Estadual de Saúde, fizeram o alerta ao descobrir larvas do mosquito em bromélia domesticada na cidade de Potim, a 150 quilômetros de São Paulo.

“Atualmente, é muito comum ter esse tipo de planta em casa”, diz Forattini. Para o pesquisador, os efeitos ainda não são sentidos em São Paulo porque a presença do Aedes ainda é pequena na capital paulista, mas crescente em outras cidades. A principal dificuldade para prevenir o problema é a questão cultural. “Qual pessoa deixa jogar inseticida ou jogar fora as próprias bromélias?”, pergunta Forattini. O objetivo dos pesquisadores é alertar as autoridades para a campanha de combate à dengue.

Republicar