guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Caramujos na Grande São Paulo

JOSUÉ DE MORAES/INSTITUTO BUTANTAN

Detalhe: forma larval de Schistosoma mansoniJOSUÉ DE MORAES/INSTITUTO BUTANTAN

Não é só nos rincões mais distantes e pobres do Brasil que podemos contrair esquistossomose, doença causada pelo verme Schistosoma mansoni e transmitida por caramujos. Josué de Moraes, do Instituto Butantan e da Universidade de São Paulo (USP), encontrou 909 caramujos Biomphalaria tenagophila, uma das espécies que podem transmitir o S. mansoni, em córregos e poças de duas vilas de Guarulhos, cidade vizinha a São Paulo ao lado da rodovia Presidente Dutra, a de maior circulação de veículos do Brasil. De acordo com esse trabalho, publicado na edição de março-abril da Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, um em cada cinco caramujos coletados (20% do total ou, em números absolutos, 183) carregava pelo menos um dos quatro tipos de vermes identificados que podem infectar o ser humano: o Cercaria lutzi e o Schistosoma mansoni foram os mais comuns (76,5% e 13,1%). Anfíbios, ratos e aves que entram em contato com a água em que os caramujos vivem podem facilitar a dispersão desses vermes, concluíram os pesquisadores.

Republicar