guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Reconstituição

Catedral Notre-Dame em 3D

Notre-Dame reconstituída digitalmente

Andrew Tallon / Vassar College

Wikimedia Commons Notre-Dame em chamas em 15 de abrilWikimedia Commons

O trabalho realizado há quase uma década pelo historiador da arte Andrew Tallon (1969-2018) pode auxiliar na reconstrução da catedral Notre-Dame de Paris. Em 15 de abril deste ano, a catedral ardeu em chamas em um incêndio de origem ainda indefinida – suspeita-se de um curto-circuito no sistema elétrico dos sinos ou de uma ponta de cigarro deixada por operários que restauravam o telhado. Ícone do estilo gótico, Notre-Dame começou a ser construída em 1163 e ficou pronta em 1345. Com o incêndio, boa parte do telhado ruiu, assim como sua torre pontiaguda, a agulha. A reconstrução, para a qual haviam sido prometidos € 850 milhões em doações dias após o incêndio, pode se beneficiar do trabalho feito em 2010 por Tallon, que era professor do Vassar College, em Nova York. Nascido na Bélgica, Tallon se interessava por história da arte, em especial pelo período gótico. Em dezembro de 2010, ele fez um mapeamento digital da catedral usando um scanner a laser de alta resolução. Posicionou o equipamento em cerca de 50 pontos dentro e fora da igreja, fazendo medições com precisão de milímetros, relatou no texto La technologie 3D au service de Notre-Dame, publicado no livro La grâce d’une cathédrale – Notre-Dame de Paris (2012). Tallon tirou fotos panorâmicas a partir de cada ponto de digitalização e aplicou essas imagens sobre o modelo digital para criar uma reconstituição exata do edifício.

Republicar