Guia Covid-19
Imprimir Republicar

Investimentos

Apresentação dos CEPIDs ocorre nesta quinta-feira em São Paulo

FAPESP e instituições paulistas investem R$ 1,4 bilhão em centros de pesquisa, inovação e difusão

A FAPESP aprovou apoio financeiro a 17 novos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs). A apresentação dos Centros será feita no dia 6 de junho, às 10h30, no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, e contará com a presença do governador Geraldo Alckmin.

O financiamento para os 17 CEPIDs virá da FAPESP e das instituições em que estarão sediados, num total de R$ 1,4 bilhão, sendo R$ 760 milhões da FAPESP e outros R$ 640 milhões estimados em salários pagos aos pesquisadores e técnicos. Os centros também contarão com fundos obtidos junto à indústria e outras agências de fomento à Ciência e Tecnologia.

Os 17 novos CEPIDs envolvem 499 cientistas no Estado de São Paulo e 68 de outros países e receberão apoio pelo período de onze anos. Dos 17 centros, sete têm sede na cidade de São Paulo, quatro em São Carlos, três em Campinas, dois em Ribeirão Preto e um em Araraquara.

A característica mais importante dos CEPIDs é a multiplicidade de suas missões. Além de desenvolver investigação fundamental ou aplicada, focada em temas específicos, os Centros devem contribuir para a inovação, por meio de transferência de tecnologia, e para a difusão do conhecimento, já que irão oferecer atividades de extensão voltadas para o ensino fundamental e médio e para o público em geral.

Os temas de pesquisa dos 17 centros incluem: alimentos e nutrição; vidros e cerâmica; materiais funcionais; neurociência e neurotecnologia; doenças inflamatórias; biodiversidade e descoberta de novas drogas; toxinas, resposta imune e sinalização celular; neuromatemática; ciências matemáticas aplicadas à indústria; obesidade e doenças associadas; terapia celular; estudos metropolitanos; genoma humano e células-tronco; engenharia computacional; processos oxidantes e antioxidantes em biomedicina; violência; óptica, biofotônica e física atômica e molecular.

Os Centros são apoiados no âmbito do Programa FAPESP Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID), criado em 2000, que já apoiou onze centros em sua primeira fase.

Republicar